Parque Nacional de Ordesa e Monte Perdido

Foto panorâmica do canhão de Ordesa

Hoje vamos entrar no coração de um dos espectaculares vales do Parque Nacional de Ordesa e Monte Perdido, o Vale de Ordesa, nos Pirinéus espanhóis, que é obrigatório conhecer. Os meses de Junho e Setembro são a altura ideal para aqui vir, já que durante o Outono e o Inverno, com grande parte da superfície coberta de neve.
Neste vale iremos descobrir lindos bosques de faias, pinheiros e abetos (uma mudança progressiva da paisagem, fruto das variações climáticas da altitude), lindas quedas de água, pastagens de alta montanha, aves, marmotas e cabras montanhesas ou conhecidas como rebeco.

Há milhões de anos, a área ocupada actualmente pelos Pirenéus era um fosso marinho. O choque das placas terrestres, entre a Península Ibérica e o continente Europeu, fez com que as matérias que haviam sedimentado no fundo do oceano se fracturassem e elevassem a vários milhares de metros de altura. Esta grande elevação ocorreu a uns 35 milhões de anos. Este processo de “levantamento” dos Pirenéus e outras cadeias montanhosas originou com que algumas camadas de rochas calcárias alcançassem grandes alturas. Como o caso do Maciço de Las Três Sorores.

Os glaciares Pirenéus apresentaram a sua última etapa a uns 50.000 anos. Naquele tempo grandes camadas de gelo cobriam as partes laterais das montanhas mais altas, aí se formavam grandes glaciares de várias centenas de metros de espessura. Daquele tempo só permanecem alguns no sector central dos Pirenéus e inúmeros vales em forma de “U”. Entre eles se destacam os do Maciço de Las Três Sorores, pelas suas notáveis dimensões.

Curiosidade:
No mês de Agosto de 1802, o botânico e geólogo francês Ramond de Carbonnières subiu ao Monte Perdido considerando que era o mais elevado do que os Pirenéus.

Foto panorâmica do canhão de Ordesa (de outro ângulo)
Lenda do Monte Perdido: Segundo a lenda, conta que um pastor estava cuidando do seu rebanho quando viu chegar um mendigo, com pouca roupa vestida. Este pediu algo para comer e um algum abrigo, mas o pastor negou qualquer ajuda. Então, o céu começou a ficar enublado e desencadeou-se uma terrível tempestade em que o pastor e as suas ovelhas se perderam para sempre naquelas paragens. Na realidade o mendigo era Santo António, ao despedir-se do pastor, lhe tinha avisado que, nesse mesmo lugar, surgiria uma montanha tão grande como a sua falta de caridade. E assim surgiu o Monte Perdido.

Miradouro sobre o Vale de Ordesa

A marmota

Rio Arazas no Vale de Ordesa

A esta vista chamam-lhe a “águia”

-
Foto: Parque Nacional de Ordesa e Monte Perdido, Aragon, Huesca, Espanha

Partilhe este post no: Facebook


7 Responses
  1. Ana Paula Says:

    AMEI seu blog! Tem imagens belíssimas!!!!!!!!!!!!


  2. VF Says:

    Alô Ana Paula!
    Muito obrigado pela sua visita e pelas suas carinhosas palavras !


  3. Anônimo Says:

    Maravilhosas estas fotos, fiquei com vontade de conhecer!


  4. Vagamundos Says:

    Viemos através do forum VM e gostamos muito do blog. Vamos acompanhar.
    Cumprimentos.


  5. VF Says:

    Olá "Vagamundos", muito obrigado pela vossa visita! O vosso blog está magnifico! Voltem sempre!


  6. Olá!

    Criei um blogue sobre as minhas viagens.
    Visitem e comentem:

    http://www.traveling-living.blogspot.com/

    Obrigada!


  7. Anônimo Says:

    Este blog tá muito giro.. está parecido ao nosso.. visitem-no:

    http://viagensdocasaldubaveli.blogspot.com/

    Tambem somos viajantes incansáveis..


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...